Não aprendi dizer adeus


Lembranças... As vezes é tudo o que nos resta. Lembrar de cada bom momento que passamos juntos ou de cada briga boba... Lembrar das suas manias, das suas implicâncias e claro, das suas ótimas brincadeiras. Mesmo aquelas de mau gosto. Ou aquelas que você por muitas vezes me contou. Sei que saudades não serão suficientes para confortar a todos nós que tanto te amamos... Mas hoje é tudo o que nos resta. Não! Nenhum de nós pensamos que um dia esse momento chegaria. Ninguém acreditava que um dia você nos deixaria. A dor hoje é inevitável em nossas almas. A saudade, a angústia, a tristeza... Mas hoje sei que você esta livre de todas as dores! Você esta nos braços de quem tem o melhor abraço do mundo! Sei que Ele vai estar recebendo você de braços abertos. É esse o pedido de cada uma de nossas orações hoje. Sei que nada será capaz de amenizar tudo o que dói hoje em cada um de nós, mas o tempo talvez seja uma exceção... Talvez ele amenize um pouco toda essa dor... Mas nada nesse mundo, nada será capaz de amenizar a saudade que você vai deixar. Sei que vou levar cada momento que passamos juntos gravado em meu coração, até o dia em que Deus permitir que essa saudade se acabe! Até o dia em que a eternidade una mais uma vez essa família. Íca, Tia Marlí, Dindinha ou seja la qualquer um desses apelidos que lhe dávamos, o fato é que sentiremos muito a sua falta Dona Malvina! Vai com Deus!


Por Pierre Martins

Comentários

Postar um comentário

Obrigado por comentar!