Promessas difíceis


A noite estava chegando completamente gelada. Lembro que em alguns momentos daquele dia até garoava. Depois de alguns passos pela orla da praia, eu e ela caminhamos pela areia até o Pier. Ela sabia o quanto aquele lugar era importante pra mim. Quantas coisas eu vivi ali. Vivi em meus pensamentos. Tudo o que imaginei... Cada detalhe que eu tentava construir sobre meu futuro... Ela sabia o quanto aquele lugar era importante mesmo. Então caminhamos e notamos cada detalhe daquela taboa de madeira escura. Elas estavam molhadas e a praia estava um pouco agitada, isso fazia com que a água batesse nas taboas e acentuasse aquele barulho que ja era forte de costume. Paramos na beira do Pier e eu a abracei por trás. Ela sentia frio, mas estava aquecida e se sentia segura em meus braços....

-É incrível estar aqui contigo! ( Disse eu. )
-É incrível pra mim também estar aqui contigo.
-Você sabe o quando esse lugar é importante pra mim né?!
-Sei... E te agradeço por ter me trago aqui...
-Você é a única pessoa no mundo que merece isso... E você sabe disso.
-Eu te amo!
-E eu amo você!

Lembro que nessa hora ela sorriu e fechou os olhos. Parecia estar bastante feliz. Só não sei se estava tão feliz quanto eu. Minhas orelhas estavam quentes e eu só queria abraça-la. E foi o que fiz. Abracei bem forte e colei meu rosto no seu. Então beijei sua bochecha. Então ela virou de frente pra mim e me olhou nos olhos sorrindo. Eu levantei minha mão e pus em seu rosto. Deixei com que ela corresse e contornasse cada detalhe daquele rosto macio.

-Eu não sei mais viver sem você! ( Disse ela me olhando nos olhos. )
-Eu tenho medo quando você diz isso.
-Por que? ( Questionou ela ja franzindo a testa com um ar de preocupação. )
-Porque você tem que saber viver sem mim! Você pode isso!
-Não cara! Eu não sei viver sem você! A vida não teria qualquer sentido.
-Amor, me promete uma coisa?

Nesse momento seus olhos ficaram vermelhos e cheio de lágrimas prestes a transbordar. Ela me olhava fixamente enquanto as lágrimas começavam a escorrer.

-Não! Não! Não!

Foi tudo o que ela disse antes de afundar seu rosto em meus braços e desabar em lágrimas. Eu fechei bem meus olhos e segurei minhas lágrimas. Apenas a abracei bem forte, até que decidi retomar o assunto.

-Amor?!
-Cala a boca!
-Amor, olha pra mim?! ( Disse eu tentando desfazer o abraço. )
-Não cara! Eu não vou prometer isso nunca! Eu não posso prometer isso!
-Amor, por favor, olha pra mim?!

Nesse momento ela permite que eu levante a cabeça dela. Então coloco minha mão ao lado de seu rosto, envolvendo sua orelha e parte da nunca, por baixo de seus cabelos lisos e de cor louro-médios e olho em seus olhos.

-Amor, me promete que vai ser feliz... Mesmo que um dia eu não possa cumprir tudo o que prometi, me prometa que você vai seguir em frente e ser feliz?! Mesmo que seja com outra pessoa, me promete que vai ser feliz?!
-Prometo! Agora cala a boca!

Nesse momento ela brutalmente tira minha mão de seu rosto e me abraça bem forte. Eu a envolvo em meus braços enquanto ela chora.

-Por favor, jamais me faça prometer algo desse tipo outra vez! ( Disse ela com a voz abafada em meu casaco. )
-Tudo bem amor... Era isso o que eu queria que você me prometesse apenas...

Meu olhar ficou distante. Olhei o horizonte. O brilho do farol dos carros percorrendo a rodovia, algumas poucas pessoas que caminhavam pelo calçadão... Provavelmente eram casais em sua grande maioria... Mas com certeza nenhum deles era como eu e ela. Eu escutava a água da praia batendo no pier e escutava as lágrimas dela após ter feito a promessa...

-Cara, não importa se você falhar com alguma promessa... Eu vou sempre estar ao seu lado, como você sempre esteve ao meu... Você ficou ao meu lado sempre que eu falhei...
-Amor, não é questão disso... E se um dia eu tiver que partir? Ontem pensei muito nisso... E se Deus me chamar?! Eu quero que você seja muito feliz... Mesmo sem mim...

Ela então me abraçou mais forte e começou a chorar mais.

-Amor, você não entende o quanto eu te amo? Não entende o quanto é importante pra mim?! Eu te amo a ponto de dar a minha vida por você! E se um dia isso precisar acontecer, quero ir sabendo que vai valer apena! Que você vai ser feliz! Eu te amo muito! Muito mesmo!

Nesse momento ela levantou o rosto. Me olhou nos olhos e apenas disse:

-E eu amo você...

E voltou a afundar seu rosto em meu abraço. Talvez ela só não entendesse o quanto eu a amava. Talvez não soubesse mesmo que eu faria tudo por ela... Pra mim, vê-la sorrindo valia mais que qualquer coisa. Trocaria a minha vida pela felicidade dela. Se Deus não me quisesse ao seu lado, então queria que ela fosse feliz sem mim. Ficamos um tempo ali abraçados. Eu fechei meus olhos e agradeci muito a Deus por tudo. Valeu apena estar cada segundo com ela. E se eu tivesse de partir ali naquele momento para a eternidade, eu iria feliz. Toda a minha vida teve sentido porque ela deu sentido a tudo no dia em que me roubou aquele beijo. Ao abrir meus olhos, apenas quis ver outra vez aquele sorriso maravilhoso que só ela tinha. Então, usei meu velho "golpe baixo" e fiz cócegas nela. Como sempre, ela sorriu bastante e logo depois me abraçou e me beijou. Ficamos mais um tempo ali, onde fizemos várias outras promessas, mas essas promessas de felicidade. Promessas que quero mais do que ninguém ser capaz de cumprir! Eu a amo! E sempre vou amar!

Por Pierre Martins

Comentários