Abraço de despedida


Foi na noite da nossa formatura do ensino médio que tudo aconteceu. Foi uma noite quente. Lembro como se fosse hoje. Passamos a noite inteira juntos. Nos divertimos muito, como nos velhos tempos. Era a nossa despedida. Mas então a noite estava acabando e a festa chegou ao fim. Então fui até o do clube com ela para me despedir. Sabia que jamais veria ela outra vez.

-Bom, então é isso... Tudo acaba aqui.
-Eu vou sentir sua falta amigo!
-E eu vou sentir a sua. Muito mais que você imagina.

Ela estava chorando nesse momento. Eu não entendia nada. Mas sabia o quanto aquele momento marcaria a minha vida. Talvez fosse a ultima vez que eu veria ela. Tentei prestar atenção em cada detalhe. Lembrei de cada momento com ela. Desde os dias no recreio da quinta série até os últimos dias de aula. Recordei-me dos momentos em que guardei os óculos dela na caixinha. Daquele sorriso cativante e tímido que só ela tinha. Dos dias que brincamos de pique-bandeirinha na hora do recreio, do dia em que ela me encontrou numa festa e bateu com o skate na minha cabeça pra me chamar atenção... Até os últimos dias de aula em que ela e eu andamos exatamente como malucos na rua bebendo coca-cola. Sorri ao lembrar de tudo aquilo. Passei minha vida quase toda sendo apaixonado por aquela menina. Uma vez até contei o que sentia mandando uma carta. Mas parece que não deu resultado. Eu segurava suas mãos e ja sentia saudades dela, mesmo ela estando ali na minha frente. Eu sabia que esse amor morreria comigo. Naquele momento eu estava com outra pessoa. E até amava essa minha atual namorada na época, mas esse amor se dividia com o meu grande amor da escola. Por mais que eu quisesse dizer a ela tudo o que se passava em meu coração, eu não podia mais. E também não era importante mais. Ja havia decidido que jamais ficaria com ela. Então ela me olhava nos olhos e me puxou e me abraçou bem forte. Eu retribui aquele abraço e fechei meus olhos bem forte e em meus pensamentos confessei meu amor por ela. Foi nesse momento que senti um pequeno soluço que vinha dela. Em seguida ela começou a falar ao pé do meu ouvido.

-Amigo, você vai fazer tanta falta! Você não imagina o quanto!
-Vou sentir muitas saudades mesmo de você! Tu sabe disso...
-Queria que você soubesse de uma coisa.
-O que?!
-Eu te amo! Sempre amei! Desde a primeira vez que vi você entrar naquela sala da escola. É impossível esquecer. Você veio completamente tímido. Acho que você nem me notou ali. Mas meu coração disparou no momento em que você passou perto de mim. Pena que acabou sentando do outro lado da sala. Estivemos tão perto de ficar juntos tantas vezes... Meu coração disparava todas as vezes em que eu conversava contigo. Todos aqueles momentos legais como recreio ou o pique-bandeirinha... Você a cada dia que passava me conquistava mais. Me desculpe por ter me afastado de você naquela época. Uma das minhas melhores amigas começou a gostar de você e diferente de mim que sempre escondi de todos, ela veio desabafar comigo. Eu mudei de turma com minhas amigas pra deixar de te ver todos os dias e te esquecer. Afinal, ela era linda! E eu apenas uma menina com o rosto completamente lotado de espinhas... Não tinha como competir... Sei que vocês ficaram juntos. Eu a invejava. Então mudei de escola na oitava série pra te esquecer de vez. Acabei namorando outro cara. Mesmo assim você não saia de meus pensamentos... Quando recebi aquela carta, meu coração disparou como nunca havia disparado antes. Mas eu tinha um namorado e não podia deixa-lo. Não daquela forma. No início do primeiro ano voltei pra cá para poder ficar perto de você. Eu ia terminar com ele, mas teve aquele lance do acidente dele. Eu não podia terminar com ele. Não podia deixar ele naquele estado. Eu não o amava mais... Mas fiquei presa a ele. Dois anos depois ele finalmente se curou e infelizmente você ja estava namorando essa menina quando eu terminei com ele. Não foi pra ser... Mas foi bom ter você por perto todo esse tempo. Eu vou sentir a sua falta! Muito mesmo! Espero que você seja muito feliz! Eu te amei desde o dia em que te conheci e até hoje te amo! E vou morrer te amando! Seja feliz meu amigo! Vou sempre torcer por você!

Eu apenas olhei nos olhos dela e beijei-lhe a testa. Depois a abracei bem forte e chorei. Por mais que eu a amasse, não podia deixar a minha namorada. Abri mão dela ali naquele momento. Ela me amava. E eu a amava. Mas nossas histórias não se somaram. Depois dali nos despedimos e fomos cada um pra sua casa. Hoje ela é apenas uma lembrança boa em meus pensamentos. Não sinto falta dela, mas sinto saudades. Espero que ela esteja bem onde quer que esteja! Assim como eu estou feliz hoje!


Por Pierre Martins

Comentários

  1. Esses desencontros embora sejam para mim extremamente melancólicos, tem sua beleza ímpar. Retratam que a infelicidade às vezes pode ser resultado de defeitos dos próprios personagens, como a falta de auto-estima da menina e a não persistência do moço.

    http://123acao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Exatamente! Queria que mais pessoas como vc visitassem meu blog !! :D Gostei do que tu falou !! :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por comentar!