É tudo o que tenho pra falar.


Eu sei dizer que te amo olhando em seus olhos...



Ela pega o celular e liga para ele, o mesmo atende o telefonema como qualquer outro.

Ela: Eu não sei eu realmente deveria falar isso, então só me escuta, não fala nada, tá bom?
Ele: Tá certo, estou ouvindo.
Ela: Promete que não vai falar nada até eu terminar.
Ele: Prometo. Pode começar.
Ela: Como eu já te disse antes, eu não sei se é o certo eu estar fazendo isso, se eu deveria falar ou não, se deveria ser pessoalmente ou não, se eu deveria me expor desse jeito. Pode ser que alguma coisa mude, pra você ou pra mim, dificilmente para nós ou até mesmo que continue da mesma maneira que está hoje. Enfim, é engraçado quando minhas amigas falam para eu te esquecer, para te deixar de lado, por você não merecer o amor que eu tenho a te oferecer ou o que eu tento fazer para que você perceba. E eu não minto, eu já pensei em desistir. Mas muitas vezes, eu penso que se eu desistir de você, eu acabo desistindo de mim também. Eu já disse que não sei o porque de estar falando isso?

Ela para um pouco, respira fundo e continua.

Eu não tenho a menor ideia de como começar a explicar, mas queria que fosse diferente, queria que te fizesse sorrir ao ouvir. Que fizesse seu coração acelerar do mesmo jeito que o meu acelera quando você diz que me ama, mesmo que seja como amigos. Parece que as palavras vão desparecer de mim. Sabe, tantas vezes como agora, eu me pego pensando como seria se fosse ” eu e você, juntos” de verdade? Eu fico me perguntando se eu saberia ligar com esse sentimento com você parado a minha frente. Se eu conseguiria dizer todas as coisas ou se as palavras ficariam presas, e eu não tivesse reação diante de você. 

Ela suspira e reiniciou.

Eu nunca me senti dessa forma antes, posso te prometer isso se for necessário, eu nunca me senti como se o meu mundo girasse em torno de uma única pessoa, você. Você me fez mudar tanto, mudou tanta coisa na minha vida. Fazia tempo que eu não me sentia bem como eu me sinto agora. Eu sei que já disse várias vezes que não acreditava no que você me falava e para ser bem sincera, diversas vezes eu não acreditei mesmo, e as vezes ainda acredito, desacreditando. Eu tenho medo, medo de gostar de mais e perder. Você é tão diferente de mim, mas ao mesmo tempo tão igual. Eu não sei muito sobre o seu passado, nem faço questão de saber, eu queria saber se ainda tem espaço para mim no seu presente, para que possamos construir um futuro.

Ela faz uma pausa.

Se quiser desligar agora, eu realmente vou entender. Só fica sabendo que eu faria tudo por você. Enfim.. Acabei..

A campainha toca.

Vou desligar, chegou gente aqui em casa. Beijo.

Ela desliga o telefone, sem esperar ele se dispedir e abre a porta.

Ele: Eu precisava vir aqui, olhar nos seus olhos, e dizer : Eu te amo.

Por Girls Of Confessions 

Comentários