Bom dia!

Ao abrir meus olhos pela manhã, notei que havia algo estranho. Olhei pro lado e havia alguém deitada na cama. Mas não era Érica. Fechei meus olhos e senti uma terrível angústia. Eu comecei a me lembrar da noite anterior. Laura e eu ficamos conversando durante algum tempo. Acabamos bebendo e nos beijando. Agora tudo veio na minha mente. Laura foi minha esta noite. Eu cometi o maior erro da minha vida. Sentei na cama e fiquei ali parado por um tempo tentando pensar no que faria. Então Laura despertou. Espreguiçou-se e bocejou.


-Bom dia moço!
-Bom dia Laura!
-Nossa! Nunca dormi tão bem em minha vida. E você? Como esta?
-To ótimo...
-Hum... Mas não é o que esta parecendo. Ta sério assim por quê?
-Nada de mais... 
-É por causa da Érica?
-Não... -Parei, respirei fundo. -Na verdade é por causa dela sim.
-João, essa garota não vale apena. Já esqueceu o que ela fez?
-Não é isso... É só bobeira minha mesmo.
-Você a ama tanto assim?
-Eu não a amo! Não mais...

-Quantas coisas você já perdoou? Quantos vacilos ela deu? Acho que tudo ainda podemos entender. Mas ela já abusou de toda a sua boa vontade. Ela já te provou que não vale apena! Droga! Vira a porcaria da página João! Você ainda tem tudo pela frente.
-Você tem razão...
-Eu sei que eu tenho razão! E você também sabe disso. É tão difícil assim esquece-la?
-É para responder mesmo? Quer que eu diga o que? A verdade ou o que você quer ouvir?
-Responda o que eu quero ouvir...
-Eu não posso... –Baixei minha cabeça.
-Você pode sim! Ela é só uma garota sem sal e ridícula! Olha pra mim? Olha pro meu corpo! Lembre-se da noite que tivemos ontem! Eu posso te fazer sentir o que ela jamais faria!
-Não é tão fácil assim...
-É fácil sim! –Nesse momento ela segurou uma de minhas mãos e pôs em seu seio. – Você gosta disso João? – Eu apenas a olhava. – Responda! Gosta?
-Claro que gosto.
-Então vem! Eu quero mais! Quero mais da noite maravilhosa que você me deu!

Eu me deixei levar pelo momento e acabei cedendo mais uma vez. Com Érica eu fiz amor. Mas com Laura eu descobri o que era fazer sexo. Não me importava com sentimentos... Apenas cedia aos meus desejos de homem. Talvez fazer tudo aquilo fosse a coisa certa mesmo. Érica provou não valer apena. Eu me deixei levar. Fiz como um viciado em drogas faz... Desliguei-me do mundo. Parei de me importar com a opinião das pessoas e apenas cedi aos meus desejos. Era isso que eu queria naquele momento! Eu queria Laura! No fundo, eu queria mais que isso. Queria me vingar de Érica! Eu sei que estava conseguindo. Só não imaginava que tudo isso iria me custar tão caro.

Comentários

Postar um comentário

Obrigado por comentar!