Uma nova história.

Meu melhor amigo.

Daniel, como de costume chamou Pedro pra sair. Só que ele dessa vez disse que queria apresentar umas pessoas que havia conhecido. “Umas garotas” que estavam passando as férias perto de sua casa. Pedro não hesitou em ir. Daniel havia se interessado por uma das meninas que estavam lá. Pedro apenas o acompanhou, e quando chegaram, logo Luciana veio atende-los no portão.

-Boa noite Dhan!

-Boa noite Luciana! Esse aqui é meu primo, o Pedro.

-Boa noite, e muito prazer! – Respondeu Pedro com aquela voz meio forçada, tentando parecer um cara 

legal pra dar aquela ajuda ao seu primo.

Pedro foi apenas para acompanhar seu primo. Ele sabia que seu coração tinha dona, apesar de ela não ser apenas dele. Ser "amante" o feria bastante, ja que ele sabia que gostava dela.
Enquanto conversavam no portão, o desinteressado Pedro avistou vindo uma menina. Parecia ter uns quinze anos. Ela usava uma blusa branca, com shorts jeans e chinelo rosa, aparentemente eram Havaianas. Seus cabelos estavam presos e eram levemente cacheados com tons claros. Seu olhar era cativante e era notável a sua timidez. Pedro havia ficado encantado com aquela garota. Quando ela chegou, sua voz quase não saiu e, ele custou pra dizer apenas um “Boa noite!”.

Érica chegou e com toda sua timidez, cumprimentou a todos e subiu numa pequena mureta e sentou-se comportadamente e passou a prestar atenção na conversa.


Linda...

-Então, - Disse Luciana com sua voz firme e convincente. – Essa é a Érica. Minha bebê e minha vizinha. –Seguiu-se alguns risos após esse comentário.

-Para Luh, não me deixe sem graça! – Disse Érica com sua voz doce e gentil e bastante envergonhada com a presença de Daniel e Pedro.


As horas passavam e eles continuavam a conversar. Muitas coisas foram motivos de assuntos e risadas das mais loucas possíveis. O que mais marcou aquela agradável noite foi o comentário que Érica fez sobre o sapato de Pedro.

-Menino, se vai pra Igreja?! Ta de sapato por que?- Disse Letícia com tímidas gargalhadas que foram se intensificando com as gargalhadas de todos que ali estavam.

-Poxa, que nada! É que eu vim de uma festa mais social. – Respondeu Pedro meio sem jeito e ainda se perguntando o porque ele havia calçado um par de sapatos e não tênis.


A hora já estava bastante avançada. Pedro morava um pouco distante da casa de Daniel e das meninas. Então depois de inúmeras gargalhadas e de uma noite agradabilíssima, Pedro decide despedir-se e ir pra casa. Um beijo no Rosto de Luciana, um aperto de mão seguido de um abraço em Dhan e 3 beijos na Érica. Ele sorriu e prometeu que voltaria no dia seguinte pra conversar mais.
Já no meio do caminho pra casa, Pedro não conseguia deixar de pensar naquela menina. Érica era seu nome. Era tudo o que ele tinha na cabeça naquele momento.

-//-

I miss you...
Era uma manhã linda de domingo. O sol brilhava e aquecia intensamente. Era verão e a praia deveria estar lotada na pequena cidade de Iguaba Grande. A população do município praticamente triplica quando chega as férias. A cidadezinha é bem freqüentada e a alegria impera na alta temporada. Pedro como de costume, levantou-se bem cedo para ir a Igreja.
Pedro é neto de Pastor, mas seu avô já havia falecido a alguns anos e ele não teve a oportunidade de o conhecer bem. Tinha a cara de ser apenas mais um dia de domingo normal. Daniel faltou ao culto da manhã e Pedro nem havia se lembrado mais da noite anterior. Conversou como sempre com as mesmas pessoas na igreja, e que não havia muitos visitantes naquele domingo pela manhã e pode ver de longe a sua grande história de amor. Mas isso é um assunto pra mais tarde.
Depois do almoço Pedro se lembrou que ficou de ir até a casa de Daniel e conseqüentemente, se tivesse sorte, ver as meninas, principalmente a Érica.
Era uma tarde ensolarada e ventava bastante. Janeiro é época de muito vento em Iguaba. Isso já é normal.

-Dhan! – Gritou Pedro não muito alto, ao portão da casa de seu primo.

-Fala Brow! Chega aê!

-Po, vamos nas meninas cara. Elas estão em casa?!
-Po cara, não sei. Vamos La ver. – Respondeu Daniel com tons de riso. – Deixa eu pegar uma camisa Brow.


Chegando perto da casa das meninas, pra surpresa deles, elas estavam jogando “bola” na rua.

-Que isso heim! Cheias de talentos heim! – Disse Daniel com tons de riso outra vez. – Chamar os amigos pra jogar que é bom, ninguém quer!
-Só vir aqui meu amor! – Respondeu Luciana também sorrindo.

-E vamos jogar o que?! – Disse Pedro com empolgação.
-Tanto faz. – Respondeu Luciana.
-Eu já estou cansada. – Tomou a palavra Érica. – Queria sentar e conversar um pouco. Sei La. Tirar umas fotos pra recordar depois não seria uma boa idéia?
-Concordo contigo! – Respondeu empolgado Pedro. – Sentar e conversar seria muito bom!
-Tanto faz. – Disse Luciana. – Mas minha câmera esta sem pilha. Pode tirar do seu celular Érica?
-Claro Luh! – Respondeu Érica. – Vou la dentro buscar.


Só pra lembrar de você.
Pedro como bom esperto que era, lógico que foi tirar a foto ao lado de Érica. Mas lhe faltava coragem para dizer que ele estava bastante interessado nela. Passaram bastante tempo conversando na calçada até que a tarde já estava caindo e a noite chegando. A tarde avia sido tão agradável que ninguém tinha vontade de ir embora. Mas Pedro e Daniel tinham o compromisso de estar na Igreja durante a noite. Afinal, era domingo e eles tinham uma banda juntos e justo aquele dia, eles iam tocar no culto. Já estavam bem destacados e Daniel conversava muito com Luciana e Pedro fazia o mesmo com Érica. Eles tentavam se conhecer cada vez mais. A bola estava nas mãos de Érica e ela brincava com Pedro, enquanto sorriam e conversavam. Até que um pequeno silencio aconteceu.

-Eu tenho que ir. – Disse Pedro com uma voz triste e estava bastante cabisbaixo naquele momento.

-Eu não vou te ver outra vez? – Disse Érica com a voz triste.

-Eu volto amanhã. – Respondeu Pedro.
-Eu vou embora amanhã de manhã. Eu não vou mais te ver. –Disse ela com a voz triste.


Ele abaixou a cabeça foi ao encontro dela e abraçou bem forte e surgiu um pequeno diálogo ao pé do ouvido. Um do outro.

-Você volta no carnaval? – Disse ele esperançoso.

-Provavelmente não. Meus pais não vão deixar. – Respondeu ela com uma grande tristeza nas palavras.

-Você não vai sair assim da minha vida viu?! Ainda vou te ver muitas vezes. Acredite nisso menininha! – Disse ele sorrindo e tentando confortá-la e se confortam também.
-Assim espero moço! –Respondeu ela sorrindo.
-Confie em mim menininha. Já vou indo ta?! Me da seu MSN?
-Claro! Deixe eu anotar em seu celular?
-Claro!
-Prontinho! – Sorriu após dizer isso.
-Dhan! To indo La brother! – Disse Pedro com tom de voz meio alto.
-Valeu mano! – Respondeu Daniel.
-Tchau Luh! Foi um prazer te conhecer! – Disse Pedro outra vez com tom de voz alto.
-Tchau lindo! Igualmente! Até o carnaval! – Respondeu ela.
-Até! – Disse Pedro a Luh. – Érica, vou indo. Fique com Deus! Boa viagem e até breve!
-Até moço! Vou te cobrar isso! Vai com Deus e boa apresentação La na sua Igreja! – Respondeu Érica com um certo tom de conformismo.



Sempre vou sentir saudades...
Pedro após abraçar Érica, foi caminhando até que no fim da rua olhou pra trás. Ela ainda estava o observando. Parada. Ele acenou com a mão e foi embora. Pelo caminho pensava em seu fim de semana quase perfeito e sorria quando lembrava de tudo o que aconteceu. "-Ela é especial."


Comentários

  1. Muito lindo o texto, você escreve bem!
    Porém ta um pouco grande! mas ficou muito bom!

    comenta la: http://errosxacertos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Valeu mano! :D Vou escrever menores a partir de agora então! :)

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu blog.beijos.

    http://www-seliganadica.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por comentar!