Espelho d’água

Iguaba Grande - RJ
Ele estava sentado à beira do píer com seu fone de ouvido no volume máximo. Cada palavra daquela música fazia um sentido diferente em sua vida. Várias lembranças e, uma só pessoa não saía de sua mente. Em alguns momentos seu coração disparava. Momentos esses que lhe roubavam lágrimas secas. Lágrimas que o coração omite e não permite que os olhos a entreguem. Lágrimas de alguém que esta adormecido nos medos e na saudade. Um sentimento incomum a maioria das outras pessoas. Principalmente para aquelas que estão em frente ao colégio que fica a outra margem da rodovia. Aquelas pessoas que estão com quem amam... Aqueles casais que se abraças e se beijam. Talvez isso só sirva para atordoá-lo mais, ou talvez apenas seja uma forma que o destino encontrou de fazê-lo pagar por cada um de seus pecados.
A lagoa esta parada e o espelho d’água reflete em seus olhos a imagem de alguém triste. Refletem olheiras e um cabelo levemente bagunçado pela brisa que batia a algum tempo atrás. Só que não há mais brisa, como não há mais ela. As únicas coisas que lhe restam são as olheiras pelas noites de sono perdido, a saudade e a música. Suas companheiras hoje são a saudade e a depressão. Não há outra saída, assim como não há mais motivos para seguir em frente. Seu estômago dói. Não se alimenta faz algum tempo. Não há motivos para se fortalecer. Não há motivos para viver!
O fim...
O Espelho d’água reflete a sua imagem. Imagem de alguém destruído. De alguém que já não tem mais motivos para viver.
O espelho d’água é hipnotizante. Cada vez mais o convida para o fim. Suas mãos aos poucos vão se desprendendo. Até que após transbordar sua última lágrima ele se foi. Se foi com sua saudade, depressão e deixou tudo pra trás. Não existe mais medo. Apenas Redenção. O espelho d’água o absorveu e ele se foi... Como um dia comum.

Por Pierre Martins

Comentários

  1. Muito interessante, a descrição. Gostei.


    Vai lá, curte, compartilha e comenta.

    http://www.fatopropulsor.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por comentar!