O meu sonho.

O dia mais feliz da vida de um Pai...

Senti meu corpo adormecer. Estava a beira de um desmaio.
Por alguns instantes perdi o controle de meu corpo… Eu sabia que daqui para frente nada seria como antes.
Sua visível preocupação misturava-se com uma explosão de alegria. Assim como eu ela estava feliz. Apesar de não ter sido como esperávamos, agora estaremos eternamente ligados.
Nosso amor não foi como uma árvore seca. Ele frutificou... Eu sorri e ela retribuiu. Levei uma de minhas mãos até seu rosto e a toquei da forma mais carinhosa que já havia feito em toda a minha vida.

- Você tem certeza? – perguntei.
- Sim... – respondeu após balançar a cabeça com um gesto positivo. – Eu tenho certeza. Foram dois testes de farmácia e o exame de sangue. Você vai ser pai.
- Eu não consigo acreditar. Ainda não caiu a ficha. – me distanciei.
- Agora não tem mais jeito, Júnior. Nosso filho está a caminho.
- Ou filha... – completei.
- Pois é. – sorriu. – Ou filha.
- Você está me fazendo o cara mais feliz do mundo, sabia?
- Eu imaginei que ficaria feliz... – sorriu e em seguida baixou a cabeça entristecida.
- O que foi?
- Nada. – voltou a me olhar, em seguida toquei seu queixo suspendendo-o até que seus olhos encontrassem os meus.
- Fala... Não está feliz? – senti-me angustiado com aquela situação.
- Estou. Claro que estou. – desviou o olhar. – Só acho que não veio em um momento certo...
- Eu sei...
- Estamos separados. Não estamos bem um com o outro... Não estamos felizes.
- Olha, - toquei seu queixo outra vez. – podemos consertar tudo se você quiser. Eu vou assumir essa criança de qualquer maneira.
- Ela não vai ter uma família, Júnior.
- Só se você não quiser. – sorri gentilmente.
- Me desculpe por tudo o que aconteceu... pelos erros e... – interrompi.
- Amor, não quero saber o que aconteceu. Não me importa o que houve enquanto não estivemos juntos.
- Eu vacilei contigo. – entristeceu-se.
- Você me ama?
- Sim. Muito! Hoje eu vejo que fui uma idiota em relação a tudo o que houve.
- Então, amor. Uma vez eu lhe disse que o amor que sentia era muito grande. Tenho certeza que ele é maior que os erros que você cometeu. Isso é suficiente para te perdoar?
- Eu te ofendi...
- Olha, não importa. Eu te amo!
- Eu mereço você?
- Não sei. Se acha que não, mude isso daqui pra frente.
- Eu te amo... Eu te amo muito! Muito, muito, muito!
- Só se for para sempre.
- Mas é! Para sempre e uma semana a mais!

Levei meus lábios em direção aos seus. Senti todo aquele amor que talvez nunca saia de mim. Senti a felicidade de ter um filho com a mulher que amo... Eu estive completo por algumas horas enquanto dormia e sonhava com ela. Então acordei. Foi frustrante pensar que não havia passado de um sonho... Mas eu tive a certeza de que meu dia seria maravilhoso hoje. E sinceramente, tudo deu certo. Esse amor me faz crescer... Podemos não estar mais juntos, mas o amor é assim: não é egoísta, não é vaidoso, não é orgulhoso, não é mentiroso... O amor é verdadeiro e puro como uma criança. Sempre vou lembrar do que vi em seus olhos, em seu sorriso e sentir o que senti em seus braços. E não importa o que aconteça, nada pode apagar o que vivi contigo. Você pode até ter deixado de ser minha história de amor, mas sempre será o amor da minha vida.



Por Pierre Martins

Comentários