Uma tarde de outubro.

E que o vento não leve nenhuma palavra ou promessa.

Era uma bela tarde de outubro. Estava sol. Mas, como sempre, ventava muito aqui em Iguaba. Mas até que era um clima bem agradável. Passar as tardes em frente ao computador ja havia se tornado uma rotina bem chatinha. Então saí com Letícia para conversar um pouco. Ela estava exatamente como eu. Eram por volta de três da tarde quando passei em sua casa para buscá-la. Fomos caminhar pelo calçadão da praia. Pessoas iam e vinham a todo momento. Sempre gostei de estar com Letícia. Além de ser minha prima, sempre foi uma ótima amiga! Ótimos assuntos embalaram nossas conversas que nos proporcionaram muitos sorrisos. Emprego, escola, passado recente... Enfim, ja teria se tornado inesquecível, mas um certo assunto marcou muito mais!

-E então Júnior, como anda o coração?
-Bom, na verdade ele esta batendo. Acho que isso é um bom sinal, não é? - Sorrimos nesse momento. - Desculpe pela brincadeira. Esta bem prima! Bem solitário no momento.
-Sei como é.
-E o seu? Como anda menina?
-Exatamente como o seu. Nem estou preocupada com isso também! Tenho outras prioridades no momento né. Minha faculdade, meu estágio...
-É! Você tem completa razão! Não se preocupe mesmo com isso...
-Pois é... - Ela me olhou e sorriu nesse momento.
-O que foi? - Perguntei.
-Nada. Você só esta ai viajando.
-Viajando em meus pensamentos. - Eu ri nesse momento e olhei pro horizonte.
-Sei... E como você acha que ela vai chegar?
-Ela quem?
-A garota que vai mudar completamente sua vida. Um dia isso vai acontecer primo.
-Quem sabe né!
-Eu ja nem ligo mais pra essas coisas. Só quero alguém legal pra ficar ao meu lado daqui a muitos anos! Se for rico melhor ainda! - Ela gargalhou nesse momento e eu também. Logo em seguida, voltei a olhar pro horizonte perdido em meus pensamentos. - O que foi primo? Ta pensando no que?
-Você perguntou como eu acho que ela chegaria em minha vida?
-Sim! Como você imagina que ela vai ser?
-Bom... - Continuei olhando pro horizonte. - Acho que com ela vai ser diferente de todas as outras sabe... Ela vai me surpreender muito. Só vou encontra-la bem depois de ela ter me encontrado. Acho que ela vai vir de onde eu menos espero.
-Como assim?
-Ela vai ser diferente Letícia. Ela vai me amar de verdade e mesmo existindo barreiras, ela vai ser forte pra superar tudo comigo!
-Entendi...
-Tipo, ela vai ter um pouquinho de cada uma das pessoas que passaram em minha vida. Vou poder reviver todos os momentos da minha vida e ela vai me dar a oportunidade de corrigir meus erros e além de tudo isso, ela vai conseguir fazer as coisas certas. Ela vai acertar onde todas as outras pessoas que ja passaram por minha vida erraram. 
-Profundo isso Júnior! E muito bonito! - Ela me olhava encantada.
-Sei la... Tipo assim, ela vai ser tudo o que eu sempre quis! Ela vai sentir ciúmes e sempre vamos terminar nossas brigas dizendo um ao outro que nos amamos. Vamos passar dias inteiros juntos! Ela vai me ver descabelado e eu vou vê-la sem maquiagem. Ela vai me apresentar pra toda a família. As coisas vão acontecer sempre a nosso favor!
-Primo, ela é perfeita de mais. Não acha?!
-Sim! - Eu sorri. - Mas ela vai ter sim muitos defeitos. Mas eu vou amar até seus defeitos. Porque quando agente ama alguém, tem que ser por completo. Incluindo qualidades e defeitos. E ela também vai me amar assim.
-Sei que um dia ela vai entrar em sua vida primo! Sei que você merece mesmo alguém assim.
-Ela vai vir. Não sei quando, como ou onde, mas sei que vai ser na hora e no lugar certo!
-Claro né primo! Mas ela também vai ter muita sorte. Você é uma ótima pessoa! Deus está preparando ela pra você e você para ela.
-Exatamente!
-E aquela menina que você gostava, ou gosta? Não se encaixa em tudo o que você falou?
-Na verdade ou meu amor verdadeiro seria capaz de abrir mão de qualquer coisa por mim. Se essa menina não abriu mão de um namorado que a faz sofrer para ficar ao meu lado, que sou o cara que gosta mesmo dela, então acho que ela não é a certa.
-Mas você gosta dela não é?!
-Gosto sim! Mas quando o meu amor chegar, até isso ela me fará esquecer! Ela vai roubar todos os meus pensamentos e eu vou lhe dar o meu coração. O meu verdadeiro amor vai apagar meu passado por completo! Só vou ter tempo pra ela, sabe?!
-Acho que sei...
-Ela vai me roubar o primeiro beijo e vai me pedir em casamento! E é com ela que realmente vou me casar!
-Você nem a conhece e ja pensa em casar com ela? - Ela sorriu ao dizer isso.
-Sim! Claro que sim! Ela é a melhor pessoa do mundo! Do meu mundo! Ou melhor, ela vai ser o meu mundo. Meu universo!
-Espero que você realmente a encontre.
-Eu vou encontrar. E vai ser quando eu menos esperar. Talvez eu até ache que ela é só mais uma na multidão, mas ela vai me provar o contrario.
-Você ja faz muitos planos mesmo quanto a isso né primo.
-São poucos se comparados aos que faremos juntos. Vamos passar noites conversando sobre nosso futuro. Noites e dias e tardes... Enfim, com ela eu sei que tudo será diferente.
-E como você vai saber que a encontrou?
-Existem sinais.
-Que tipos de sinais?
-Vamos dançar juntos.
-É?! - Ela deu uma breve gargalhada. - E mais o que?
-Bom, nós vamos viajar juntos, vamos ver o pôr-do-sol juntos, e eu vou beijá-la no portão de sua casa, num elevador, numa escada rolante e em um estacionamento.
-São sinais bem estranhos primo! - Ela gargalhava.
-E tem mais!
-Conte-me!
-Bom, vamos ser o casal mais meloso que ja habitou a face da terra. Vamos passar horas no telefone e quando estivermos juntos, vamos estar sempre grudados um no outro! Vou lhe dar estrelas! Além de tudo, ela vai ser a minha primeira e eu o primeiro dela! E basta! Vamos ser únicos um pro outro!
-Então comece a pensar em se guardar em primo! - Ela continuava em sua gargalhada irônica.
-Bom, e vai ser vascaína também! Porque vamos muitas vezes a São Januário.
-Será que ela existe Júnior?!
-Sinceramente? Não sei. Ela existe pelo menos no meu mundo. Isso ja basta não é?
-Você tem razão primo! Heim, mês que vem tem um monte de shows em Araruama. Você também vai?
-Bom, devo ir né! Tem nada mesmo pra fazer por aqui. Quais sãos os dias e quem vem?
-Bom, no dia 26, sexta-feira, vai ser uma noite gospel. Vai Willian Nascimento, Kleber Lucas, Pâmela... Tem mais gente que não lembro. No dia 27, sábado, tem Daniel. E no dia 28 eu não lembro quem é.
-Bom, então só não vou no dia 28. Porque tipo, na sexta eu faço as orações pedindo para Deus mandar "ela", no sábado, que Daniel, que é romântico vai cantar, eu marco com ela. Ai no Domingo vamos dar nosso primeiro beijo!
-Nossa! - Ela gargalhava outra vez. - Ja pensou primo, se isso acontecer mesmo?!
-Na verdade não! - Eu também gargalhei. - Acho que Deus ainda não inventou ela. Só que ta passando muito tempo. Daqui a uns dias quando eu a conhecer, ela vai acabar me chamando de tio. 
-Credo! Com quase vinte anos de diferença? Vai te chamar de vovô! Isso sim Júnior! - Ela gargalhou outra vez.
-Na verdade ela vai apenas me chamar de amor. Enfim né...
-Que pena. As nuvens estão cobrindo o sol. Não teremos um pôr-do-sol hoje.
-Deus esta guardando para eu ver com ela.
-Ótimo bobão! Agora temos que ir. Ja são quinze pras seis.
-Eu sei! Mas vamos comprar um açaí antes! To seco pra fazer isso hoje!
-Tudo bem!

Realmente naquela tarde o sol se pôs entre as nuvens. Lembro do gelado do açaí até agora! Principalmente senti o gelo na barriga quando lembrei dessa tarde de outubro a algumas horas atrás. Deixei Letícia em casa depois do açaí. Ao chegar em casa, como de costume, liguei meu computador e entrei no msn. Conversei com alguns amigos como o Guilherme e o Daniel. Minha barra de tarefas não parava de piscar laranja na janela de uma tal Mariane. No fim de semana seguinte seria aniversário do Guilherme e eu queria muito que a Mariane fosse. Mas acho que não era a hora certa. De alguma forma, naquela noite eu senti vontade de conhecer aquela menina que descrevi de tarde para Letícia. Então comecei a orar, mesmo não acreditando muito. Então Deus começou a agir. E aquelas minhas palavras na tarde de sábado não se perderam no vento. Muito pelo contrario! Quer saber por que?


Comentários